Apresentação de livros sobre a Cultura Avieira

 

 

Apresentação de livros na Biblioteca Municipal Ruy Gomes da Silva | 7 Fevereiro
Maria de Lurdes Véstia dá a conhecer a Cultura Avieira 
 
A Câmara Municipal da Chamusca apresenta, no próximo dia 7 de Fevereiro, pelas 15h30, dois livros da autora Maria de Lurdes Véstia sobre a Cultura Avieira na Biblioteca Municipal Ruy Gomes da Silva, na Chamusca.
Mulheres Avieiras Porta-Vozes da Memória de um Povo é um livro que destaca a mulher avieira, que segundo a autora são “um grupo de informadoras privilegiadas da memória do seu povo capazes de transmitir para as gerações seguintes a história do património imaterial do avieiro” e Crónicas do Tejo: As Identidades Ribeirinhas um livro que destaca a identidade e a cultura do povo ribeirinho.
 
Maria de Lurdes Véstia, é scalabitana, licenciada em Animação Cultural e Educação Comunitária e Mestre em Educação Social e Intervenção Comunitária. Tem colaborado ativamente com o Gabinete de Cultura Avieira do Instituto Politécnico de Santarém (IPS), na Unidade de Investigação, onde tem desenvolvido um trabalho de dinamização do Projeto Educativo da Cultura Avieira (PECA) que pretende ser um fator de salvaguarda, compreensão e valorização do património Avieiro.
 
Paralelamente tem apresentado várias comunicações em Congressos, publicou vários artigos na Folha Informativa do IPS “Cultura Avieira, um Património, uma Identidade”, escreve crónicas para vários meios de comunicação social e tem editados 3 livros sobre a temática dos Avieiros.
 
Esta é uma temática com profundas raízes culturais no concelho da Chamusca, onde os avieiros, ou “nómadas do Tejo”, chegaram num movimento migratório, à procura do seu sustento e por aqui deixaram a marca da sua cultura que atualmente faz parte de uma candidatura a Património Imaterial da Humanidade.
 
Dada a importância deste tema o Município da Chamusca assinou em Novembro passado, um Protocolo de Colaboração/Cooperação Geral, com a AIDIA (Associação Independente para o Desenvolvimento Integrado de Alpiarça) e com o IADE – U  (Instituto de Arte, Design e Empresa – Universitário) com o objetivo de colaboração e de desenvolvimento de projetos de valorização e preservação das culturas ribeirinhas, nomeadamente a Cultura Avieira.
 
Lido 629 vezes