Ecologia, Um Conceito de Arte

 

 

Hoje, dia 5 de junho celebra-se o Dia Mundial do Ambiente que tem como objetivo primordial chamar a atenção para a necessidade da preservação ambiental.

Diariamente são produzidos dois milhões de toneladas de lixo no mundo.

A falta de condições adequadas para acondicionar e tratar os resíduos sólidos, traz graves repercussões em termos ambientais, sociais e no domínio da saúde pública.

O impacto nocivo reflete-se na contaminação dos solos, subsolos, nos cursos de água, na fauna e na flora, provocando ainda erosões e enchentes.

O principal é dar o exemplo do que se pode fazer para proteger o ambiente. A exposição Ecologia: um conceito de arte, patente no átrio da Biblioteca Municipal da Chamusca de 5 de junho a 5 de julho, é disso exemplo, pois Zenaide Oilveira tem o dom de transformar o lixo em objetos de “luxo”.

Zenaide Oliveira nasceu em Vila Franca do Campo, Ilha de S. Miguel, Açores. No ano de 2001 concluiu a licenciatura em Ensino Básico – 1º ciclo, iniciando a sua atividade como professora no ano letivo de 2002/2003. A componente ecológica e ambiental foi sempre uma preocupação na sua vida pessoal e profissional.

No entanto, foi com a sua vinda para a Chamusca que a intervenção ambiental se tornou mais vincada. Aqui começou a reciclar, reutilizar e reduzir vidro, cartão, latas, roupas velhas, pacotes de leite, filtros de café, linhas, botões e metais transformando-os em malas, bolsas, carteiras, cintos, tapetes, quadros e objetos decorativos, envolvendo muitos habitantes da Vila nas suas atividades.

Zenaide Oliveira deixa algumas ideias para atenuar o problema:

O primeiro passo é prepararmos e trabalharmos a nossa mente para uma consciência ecológica.

Se não formos possuidores de habilidade manual para reutilizarmos algum do lixo que produzimos diariamente na nossa casa, podemos, no entanto, criar o hábito de fazer a separação dos objectos por géneros e colocá-los nos respectivos depósitos dos ecopontos.

Tratando-se de uma pessoa com alguma criatividade, pense na utilidade que algumas garrafas, latas, pacotes de leite vazios, cartões, papelões e roupas usadas podem ter na qualidade da sua vida e na decoração da sua casa e crie. Trabalhe a sustentabilidade dos desperdícios e vai entender porque razão “nem os trapos são velhos.”

O objectivo primordial de protecção do ambiente está ao alcance das nossas mãos, se através de pequenos gestos reduzirmos, reciclarmos e reutilizarmos o nosso lixo doméstico, dando-lhe uma vida nova, mais atractiva e saudável.

A NATUREZA e os nossos FILHOS agradecem!

Mais informações: oluxovemdolixo.blogspot.com

Lido 796 vezes
Mais nesta categoria: « Fado 25 anos 25 livros »